Conceitos da fotografia

LUZ

A luz natural, artificial ou a junção de ambas são as mais importantes para que exista uma boa fotografia . A luz natural, uma luz proveniente da natureza, por exemplo, o sol ou a lua, é a mais aconselhada para uma foto perfeita, mas quando não é possível podemos sempre utilizar a luz artificial gerada através de equipamentos de fotografia para complementar alguma falha de luminosidade.

EXPOSIÇÃO

Uma fotografia pode estar sobre-exposta, o que significa que tem luz a mais e estará queimada, ou sub-exposta que ao contrário da anterior estará com menos luz e por isso mais escura. Mas para ter a fotografia perfeita o ideal será seguir os 3 parâmetros e conseguir a exposição perfeita e a foto tal como a idealizámos.

 Parâmetros de exposição:

. Velocidade do obturador;
. Abertura do diafragma;
. ISO.

Com estes três parâmetros podemos ter a certeza que a fotografia fica com uma boa exposição. Sem esquecer que há momentos que pretendemos que a foto seja sobre-exposta. Uma dica que dou é ir “brincando” com a velocidade, a abertura e o ISO para obter um valor perfeito. As imagens seguintes irão ilustrar uma ligeira sub-exposição e uma grande sobre-exposição.

Ligeira sub-exposição
Grande sobre-exposição

ISO

O ISO é a sensibilidade com que o sensor da câmara têm á luz natural, á luz do ambiente, ou seja, se aumentar o ISO, irá fazer com que a luz que entra na lente seja maior e terá como resultado uma foto mais clara.

Quando utilizamos o ISO na nossa fotografia temos de ter em atenção para que a foto não fique com demasiado grão, este é um dos problemas que existe quando é utilizado o ISO. Assim ficará uma fotografia com demasiado ruído e para que isso não aconteça é essencial que haja boas condições de iluminação.

Observe o quanto a imagem fica mais brilhante quando o ISO é aumentado de 50 para 1600.

ISO: 50
ISO: 1600

VELOCIDADE DO OBSTURADOR

A velocidade do obturador é o tempo que o sensor de luz estará exposto. Como dá para perceber nas imagens abaixo ao deixar a lente aberta por alguns segundos, fez com que a rua/estrada se tornasse em linhas. Se este efeito fosse utilizado numa fotografia à beira mar, as ondas ficariam como se fosse uma simples neblina. Para que consigamos congelar aquele momento é preciso que a velocidade esteja no máximo, para obtermos uma melhor fotografia.

ABERTURA DO DIAFRAGMA

A abertura do diafragma, aparece nas câmeras como f/stop, pois quanto maior for a abertura da lente, mais luz passa pela mesma, ficando a fotografia mais exposta.

Na fotografia abaixo mostramos que uma grande abertura faz com que exista uma menor profundidade de campo e os elementos mais afastados ficarão desfocados. Para uma maior profundidade de campo, deverá ter uma menor abertura do diafragma da lente, para que o fundo fique focado e obtenha mais luz.

HDR

“High-dynamic-range”, este é o nome complicado que é mais conhecido por HDR ou até mesmo chamado de Grande Alcance Dinâmico. Este método começou a ser usado há pouco tempo e consiste em fazer uma imagem com uma maior gama de cores.

Nas fotografias abaixo vai conseguir ver as zonas que numa fotografia normal ficariam na sombra, devido á iluminação ficando com um maior detalhe e com uma cor bem mais forte do que a outra fotografia.

https://pplware.sapo.pt/truques-dicas/fotografia-para-totos-conceitos-basicos/